8 de mai de 2011

Sonhar mais um sonho impossível... - Netuno em Peixes


Há momentos em que vacilamos diante da enormidade da tarefa a ser realizada. Todo o nosso esforço parece ser efêmero, inútil.

Nossa voz se cala. Sentimo-nos pequenos e impotentes, e nos rendemos à nossa insignificância.

Sou apenas uma pequena gota no oceano.

Mas, à medida que o sal das minhas lágrimas se une ao sal das ondas, percebo que meu pranto faz parte e acresce o todo.

Este oceano, imenso, é o reino de minha mãe, Yemanjá.

E, no colo de minha mãe, posso tudo.

Sou profundeza, sou marola, sou espuma, sou onda, sou tsunami.

Sem minha gota, o mar não seria o mesmo.

Sem meu esforço, a obra não se realiza.

Sem minha voz, a melodia fica incompleta.

Sem minhas mãos, a corrente se parte.

Então, humildemente, deixo de lado o peso gigantesco do mundo... e carrego, diligentemente, a parte que me cabe.

Título: referência à canção The quest - the impossible dream, de J. Darion e M. Leigh, na versão Sonho Impossível, de Chico Buarque e Ruy Guerra.
--------------------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

4 comentários:

Laura disse...

Lindo...

"Este oceano, imenso, é o reino de minha mãe, Yemanjá.
E, no colo de minha mãe, posso tudo".

Mara disse...

Laura, obrigada...

Antonio Vitorino disse...

Lindo...
prá seguir seu modo de ilustrar seus textos, me vem aos ouvidos uma estrofe de uma canção de Milton Nascimento... solto a voz nas estradas já não posso parar....

Mara disse...

Antonio, seja bem-vindo! Sua sensibilidade canceriana, como sempre, consegue acompanhar o fio da meada...