16 de mai de 2016

Vidas que alimentam nosso fogo da esperança... - Saturno em Sagitário


Plutão em trânsito por Capricórnio tem trazido à tona as duras cobranças pelos milênios de descaso com que temos tratado as questões mais primárias de civilidade e utilização inteligente de recursos (sejam eles naturais, como a água, ou artificiais, como o dinheiro). No momento, Plutão ainda se encontra na metade do caminho, tendo entrado no signo em 2008, e só saindo completamente dele em novembro de 2024.

Saturno, o professor, é o planeta regente de Capricórnio. É com ele que podemos começar a perceber onde temos errado nestas questões.

Saturno em trânsito por Sagitário pede que reavaliemos nossas crenças. E esta reavaliação não se limita apenas ao âmbito religioso, mas abarca toda a nossa estrutura de pensamento.

Você ainda acredita que algumas pessoas são melhores do que as outras, devido às suas posições sociais, nacionalidade, raça, cor da pele, gênero, orientação sexual, estado civil, idade, profissão, religião, etc?

Você ainda acredita que podemos continuar exaurindo os recursos do planeta, sem nos preocuparmos com o dia de amanhã?

Você ainda aponta o dedo e demoniza o outro, acreditando que se ele for preso/deposto/decapitado/eliminado tudo vai magicamente ficar bem?

Você ainda confia em que alguém (o governo, a medicina, a ciência, a religião, o banco, a bolsa de valores, seu marido/esposa, seu pai/mãe, uma nave espacial...) vai surgir do nada e resolver todos os problemas que afligem a humanidade (ou, pelo menos, os seus, que são, ai, tão mais urgentes)?

Você ainda fica deitado em berço esplêndido, esperando que alguém faça alguma coisa? Se este é o caso, eu tenho más notícias para você. Tanto Saturno como Capricórnio estão diretamente relacionados a trabalho. Nenhum dos dois valoriza o ganho sem esforço próprio, a recompensa sem merecimento.

Todos nós estamos colhendo o resultado de várias vidas neste planeta em que desperdiçamos nossos talentos naturais, nossas oportunidades de crescimento, nossas chances de resgatar nossos débitos através dos caminhos do amor. Sempre achamos que tínhamos todo o tempo do mundo para resolver nossas pendências.

Saturno é o Senhor do Tempo. Sua permissão para que Plutão, o Senhor dos Infernos, passeie por seu signo (Capricórnio), sinaliza que chegou o momento de aprendermos através dos caminhos da dor.

Então, não tem mais solução? O jeito é mergulhar no sofrimento, sem reclamar? Aceitar tudo de cabeça baixa, porque fizemos por merecer? Pelo contrário: continuarmos passivos apenas contribuirá para o aumento do sofrimento.

É urgente que arregacemos as mangas e comecemos a consertar o que, na nossa ignorância e complacência, quebramos. Nenhum de nós, sozinho, pode salvar o mundo. Mas cada um de nós, fazendo o pouco que lhe cabe, pode contribuir para a sanidade do todo.

Sagitário é o signo otimista por excelência. Saturno vem pedir que ressuscitemos aquela nossa velha amiga, a esperança. É hora de acreditar na possibilidade de um mundo melhor. Mas, muito mais do que apenas crer, precisamos trabalhar na construção deste mundo. Este trabalho começa com a coragem de reavaliar nossas crenças, nossos preconceitos, nossos exageros, nosso desperdício, nossa megalomania. E então, abalados por nossa cegueira, despidos de nossa arrogância, poderemos humildemente perguntar: em que posso ajudar?


Título: referência à canção Pequena memória para um tempo sem memória, de Gonzaguinha.
----------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

2 comentários:

Anônimo disse...

Um marinheiro me ensinou esses tempos, que a esperança não deve ser algo distante para uma vida longe.... E sim que devemos traze-la cada vez mais próxima,não para o instante seguinte, mas para o instante que é, a cada amanhecer.
abraço e obrigada o texto,

Rachel

Mara disse...

Linda mensagem, Rachel!
Tem sido difícil para a humanidade manter a chama da esperança acesa... estou programando uma série de textos sobre isso, aguarde!