5 de mar de 2010

Eu não moro mais em mim... - Lua


Se muitas pessoas reprimem sua energia solar, um número ainda maior está desconectado de seus impulsos lunares.

A Lua indica a maneira básica como você expressa suas emoções, o que você precisa para se sentir seguro e "em casa". Se você não satisfaz suas necessidades lunares, o resultado é uma sensação de alienação, de insegurança profunda, de amortecimento. A partir daí surgem as fobias, os ataques de pânico, os comportamentos compulsivos.

Quem não vive seu Sol não se permite ser. Quem não vive sua Lua não se permite sentir. E quem já perdeu o contato com ambos, anda pela vida como um robot, desempenhando seus diferentes papéis e esperando que a morte traga o descanso final.

Mais do que nunca, hoje precisamos honrar nossa bagagem emocional. A vida já é muito difícil sem que você torture a si mesmo. É hora de olhar para dentro, e ver o que este ser humano assustado e inseguro que atende pelo seu nome precisa.

E antes que você fique nervoso com mais uma tarefa a desempenhar, uma boa notícia: a Lua normalmente se satisfaz com gestos muito simples. Pequenas coisas e atitudes no cotidiano podem fazer toda a diferença.

Por exemplo, uma Lua em Touro se sente reconfortada com uma refeição quentinha, uma roupa macia, um sofá confortável. Uma Lua em Sagitário se anima com uma boa caminhada, um bom livro, um bom filme.

Nunca é demais repetir: você é a pessoa mais importante de sua vida. Quando você se for, a vida vai prosseguir, mas você não estará mais participando dela. Portanto, antes de mais nada, cuide de si mesmo. Procure se proporcionar um pouco mais de consolo, um pouco mais de respeito, um pouco mais de alegria.

Não, isto não é egoísmo. É auto-estima. Um recipiente só pode distribuir aquilo que tem dentro de si. Se você se permitir ficar vazio, o que você terá para dar? O mundo precisa da sua contribuição, mas você precisa começar com uma pessoa muito especial: você mesmo.

Título: referência à canção Metade, de Adriana Calcanhotto.
-------------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

9 comentários:

Carol disse...

Oi Mara!

E uma Lua em Leão? Como satisfazer?
:)

Mara disse...

Carol, segundo esta abordagem, de fazer coisas simples, seriam coisas que fizessem você se sentir especial... um trato nos cabelos, uma roupa bonita, um presente, ser fotografada, rir com os amigos, brincar com crianças ;o)

Laura disse...

rsrs vou aproveitar a deixa... e uma Lua em Capricórnio? Uma poupancinha? rsrs

Carol disse...

Legal, Mara! Obrigada!!

Laura, adorei a poupancinha! :) Será??

Mara disse...

Ok, pessoal, a Lua em Capricórnio se sente segura quando tem um plano de ação, portanto, sim, a poupança poderia se encaixar nesta definição, mas não pelo aspecto financeiro, e sim pelo planejamento! Ela precisa sentir que há algo a conquistar, e estabelecer os passos para chegar lá. ;o)

Laura disse...

Hum... então neste caso, mais do que uma poupancinha, um agradinho para a Lua em Capricórnio seria aplicar em algum investimento mais rentável, objetivando depois a aquisição de algum outro bem...

Fiz isso esses tempos, e realmente fiquei feliz (eu e minha Lua, rs) por tê-lo feito! Apliquei, e sei que daqui há algum tempo, terei o retorno... ;o)

Mara disse...

Laura, é por aí... Outras idéias seriam elaborar um plano de estudos, de aprimoramento profissional, ou até planejar uma viagem. Tudo que envolva a palavra "planejamento"!

Jovem Poeta disse...

E a Lua em Virgem? Como é que ela se satisfaz? Ou melhor dizendo, como eu "a satisfaço"?

Mara disse...

Olá, Poeta, seja bem-vindo! A Lua em Virgem aprecia ser útil e eficiente. Pequenas coisas que possam melhorar sua vida e a das pessoas que o cercam fazem uma grande diferença... Os cuidados com a saúde e o bem estar do corpo também são importantes.