1 de mar de 2010

Eu sinto o prazer de ser quem eu sou... - Sol


Na complexidade da vida atual, é fácil perdermos o rumo de casa. Estamos tão ocupados desempenhando os vários papéis que assumimos que não sobra tempo para sermos nós mesmos.

À medida que nossa alienação aumenta, diminui nosso prazer de viver. Esquecemos de observar a beleza que nos cerca, para apenas perceber a poluição. Adiamos indefinidamente o relaxamento e prolongamos o desgaste. Priorizamos o dever e consideramos fútil o gostar. Presos à burocracia, não temos tempo para aqueles que amamos.

Fazemos planos para o ano que vem, o próximo mês, a outra semana. Mas e se não houver amanhã? Enquanto leio, com o coração apertado, sobre os terremotos, tsunamis, enchentes, desmoronamentos e outros desastres naturais, o número de vidas ceifadas me impressiona. E eu não consigo deixar de me perguntar quantas destas vidas foram vividas em sua plenitude. Quantas destas pessoas não foram surpreendidas no meio do planejamento?

Um tema recorrente em meus textos tem sido a necessidade de acordarmos. A vida está acontecendo agora, neste minuto, e ela não espera por ninguém. Ela não aguarda que você tenha tempo, dinheiro, disposição, agenda... E enquanto você planeja, ela passa.

Dê uma boa olhada no espelho e se pergunte quem é esta pessoa. Não olhe para as rugas, a celulite, os cabelos muito lisos ou muito crespos. Olhe nos olhos, e procure encontrar o dono desta casa que você chama de corpo. Se você não faz isso há muito tempo, é provável que esta seja uma experiência difícil. Mas após a estranheza inicial, aos poucos surge o reconhecimento. _Ah, este sou eu! Que saudade de mim...

Mesmo que você saiba que reencarnamos muitas vezes e vivemos várias vidas, ESTA vida é a única que você, este ego, esta personalidade que carrega o seu nome, vai viver. E é importante que este ego se manifeste, se expresse. Você não está vivendo a vida de seus pais, seus filhos, seu artista preferido. Esta é a SUA vida, e cabe a você decidir a melhor maneira de vivê-la.

Sacuda a poeira da acomodação e reavalie sua trajetória. Tenha a coragem de ser o personagem principal do seu filme. Afinal, você não acha que Deus se deu ao trabalho de criá-lo só para fazer figuração, não é?

Título: referência à canção Agora só falta você, de Rita Lee e Luiz Sérgio Carlini.
---------------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

3 comentários:

Laura disse...

Ôpa! Postagem nova! Que bom, já estava com saudades!

Quanto ao texto, ótimo como sempre!

Agora com licença, que vou arranjar um espelho...

Abraço!

Laura disse...

Ah! Lembrei de um outro assunto sobre o qual eu queria perguntar... O que vc teria a dizer sobre o famoso "inferno astral"? Ele realemnte acontece, ou é apenas um mito?

Mara disse...

Laura, dentro da astrologia existem várias correntes de pensamento. Os astrólogos que trabalham com o "inferno astral" partem do princípio de que usando seu mapa solar (o mapa levantado usando a posição do seu Sol como Ascendente), o período imediatamente anterior ao seu aniversário seria quando o Sol estaria transitando na sua casa 12. Dada a natureza "cármica" desta casa, isto indicaria um período difícil para você. Eu, particularmente, não adoto esta filosofia.