13 de ago de 2009

Vem, me dê a mão, a gente agora já não tinha medo...


Para manter sua casa limpa, arejada e hospitaleira, de tempos em tempos você precisa fazer uma faxina geral. Ir de cômodo em cômodo, limpando e organizando do teto ao piso, sem desprezar nenhum ângulo. Jogar fora o lixo, consertar o que está quebrado, doar o que não tem mais utilidade para você ou simplesmente é excessivo.

Na alquimia, o ritual externo realizado afeta o conteúdo psíquico interno. Ao limpar sua casa, você indica a predisposição para remover as impurezas mentais e emocionais que mancham suas percepções. Ao consertar o que está defeituoso, você demonstra que está disposto a sanar suas deficiências. Ao organizar seus pertences, você abre espaço para um novo paradigma, mais condizente com seu atual estado evolutivo. Ao doar o que se tornou supérfluo, você mostra disponibilidade para partilhar o que aprendeu. Por isso, não é de surpreender que quando empreendemos uma faxina geral, sentimos nossa energia interna se movimentando.

Uma das primeiras reações quando uma pessoa entra em depressão é o desleixo com a ordem e a higiene diárias. "Amanhã eu faço" se torna uma espécie de mantra diário. E, quando a confusão já impera, a mera idéia de começar a limpar já desanima, e o mantra é substituído por "quem se importa"?

Quando a morte leva alguém que amamos, a tarefa de separar e organizar seus pertences exige boa dose de força. Alguns levam meses ou até anos para conseguir executá-la. Instintivamente, sabemos que o fato de arrumar as coisas de quem já se foi colocará nossas energias em movimento, e algumas pessoas não conseguem encarar a possibilidade de seguir em frente sem a pessoa amada.

Todo crescimento implica em mudança. É impossível amadurecer sem passar pela transformação do velho. O carvalho majestoso em nada lembra a bolota que o originou. A vida é um processo constante em direção a uma maior plenitude emocional, mental e espiritual. Tudo que estaciona acaba por estagnar e deteriorar.

O planeta Terra está passando agora por uma grande onda de renovação. A faxina geral está em andamento, e nada ficará intocado. Sentimos a movimentação das energias dentro e fora de nós, e a inquietação toma conta de todos. Como enfrentar estes momentos?

Colaborando com o movimento, ao invés de lutar contra ele. Disponha-se a colocar ordem na sua casa, literal e figurativamente. É hora de lavar a roupa suja, organizar as gavetas, saldar as dívidas. É hora de descartar o velho para que o novo possa se manifestar.

O trânsito de Netuno e Júpiter por Aquário traz a oportunidade de curar velhas feridas, abandonar séculos de ressentimentos e preconceitos e dar um novo sentido à palavra "humanidade".

Alguns de nós esperávamos por este momento há muito, muito tempo. O convite já foi feito. Cabe a cada um responder ao chamado, dando o melhor de si. É hora de tirar a "porcelana boa" das prateleiras. Esta ceia promete ser muito especial.

Título: referência à canção João e Maria, de Chico Buarque e Sivuca.
---------------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

Nenhum comentário: