9 de out de 2009

Acorda, meu amor, é hora de trabalhar... - Saturno


O conceito de responsabilidade está vinculado ao planeta Saturno. Teoricamente, à medida que crescemos, amadurecemos, e vamos aos poucos assumindo maiores responsabilidades, até sermos plenamente responsáveis por nossas atitudes. Mas basta um olhar ao redor para perceber que, na prática, as coisas não ocorrem bem assim... Há pré-adolescentes que parecem carregar o peso do mundo nos ombros, e pessoas com mais de cinqüenta anos de idade que ainda agem como moleques irresponsáveis.

A população mundial pode ser dividida, basicamente, em quatro tipos de pessoas. Uma parcela se preocupa apenas em acumular poder. Para elas, o que importa é saber como controlar e manipular os outros, de forma a atingir suas metas. Na mente destas pessoas, o mundo inteiro está em perpétua dívida para com elas. Elas possuem todos os direitos, mas nenhum dever. Sempre que a vida, de alguma maneira, parece cobrar um comportamento mais adulto ou responsável, elas se sentem injustiçadas. E, claro, tratam de encontrar um bode expiatório para carregar a culpa pelo ocorrido.

Um segundo tipo passa pela vida correndo atrás do prazer e da alegria. O mundo é um imenso parque de diversões, e tudo que importa é a próxima aventura. Claro que há coisas chatas como pagar as contas ou cumprir prazos, mas os chatos do mundo que se preocupem com isso. Eles são muito especiais para perder tempo com mesquinharias...

A terceira categoria quer apenas viver em paz. Seu lema é evitar confusão a todo custo. Até cumprem com seus deveres e obrigações, mas fazem isso mais como uma forma de contornar os problemas do que por uma verdadeira consciência de sua participação no todo. Se deixados à própria sorte, sem pressão de nenhum tipo, ficarão alegremente à margem, dedicando-se a seus projetos particulares.

O quarto tipo sente uma necessidade intensa de fazer alguma coisa, contribuir de alguma forma, criar um mundo melhor. Em qualquer ambiente ou situação, estão sempre procurando maneiras de aprimorar seu desempenho. Estas pessoas procuram pelas falhas nas estruturas, não para tirar vantagem delas ou para culpar alguém (como o primeiro tipo), não para ganhar alguma recompensa (como o segundo tipo), nem para evitar incômodos (como o terceiro). Elas ficam atentas às falhas para procurar corrigi-las, pois acreditam que têm uma responsabilidade para consigo mesmas e para com a sociedade.

Estas pessoas têm o objetivo de tornar o mundo um lugar melhor para os que vierem depois delas. Elas não se encontram no planeta a passeio, elas vieram a trabalho. E, como trabalhadores comprometidos com um ideal, não se importam de arregaçar as mangas e pôr mãos à obra. Elas sabem que o tempo urge, e há muito a ser realizado. Enquanto as crianças ao seu redor se agitam em seus jogos de guerra, gincanas e esconde-esconde, elas continuam, serenamente, prestando serviço. Afinal de contas, já são adultas.

Saturno, em trânsito, mudará de signo no final do mês. Novas questões serão trazidas à tona para serem trabalhadas. Em que grupo você vai estar?

Título: referência à canção Bom dia, de Gilberto Gil e Nana Caymmi.
------------------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

4 comentários:

Laura disse...

Muito legal a novidade, Mara!

A idéia dos vídeos nos ajuda a conhecer músicas com bonitas letras e melodias, aprimorando nossa cultura musical, atualmente tão pobre e carente de referências! Gostei mesmo.

Quanto ao texto, também gostei! Sinceramente, espero poder dizer que faço parte do 4º grupo...

É como diz a canção, tão belamente entoada pelo vozeirão da querida Mercedes Sosa:

"Sólo le pido a Dios
Que el dolor no me sea indiferente,
Que la reseca muerte no me encuentre
Vacío y solo sin haber hecho lo suficiente"...

A tradução, creio ser mais ou menos esta:

"Só peço a Deus
Que a dor não me seja indiferente
Que a morte não me encontre
Vazia e sozinha sem saber ter feito o suficiente..."

Abraço!

Mara disse...

Laura, pelo visto os vídeos já estão surtindo efeito (já espalhei mais alguns pelo blog)! Que bom que você gostou! Quanto ao texto, você é uma pessoa bem engajada, que com certeza está plantando suas sementinhas...

Laura disse...

Que legal Mara, vi que tens colocado os vídeos nos post mais antigos também...

É isso aí, sigamos espalhando nossas sementinhas... e torcendo para que caiam em terreno fértil.

Abço!

Mara disse...

Laura, não consegui resistir, rsrs. A arte é um grande despertador de consciências. Então, além das fotos maravilhosas da Marli, incluo um pouco de música para alegrar nossos corações...