3 de abr de 2009

Plutão em Capricórnio: uma visão familiar


Todos estamos sendo afetados pelo trânsito de Plutão, mas novamente, alguns sentem este movimento com mais intensidade do que outros.

Plutão em Capricórnio traz à tona a sombra do coletivo. Quem vem exercitando as lições dos outros planetas com diligência tem um pouco mais de discernimento nestas questões.

As pessoas nascidas com outros planetas lentos em Capricórnio têm lições extras a aprender de Plutão.

Geração Netuno em Capricórnio
Nascidos entre 19 de janeiro de 1984 e 23 de junho de 1984.
Nascidos entre 22 de novembro de 1984 e 28 de janeiro de 1998.
Nascidos entre 24 de agosto de 1998 e 27 de novembro de 1998.

Geração Urano em Capricórnio
Nascidos entre dezembro de 1904 e 30 de janeiro de 1912.
Nascidos entre 06 de setembro de 1912 e 12 de novembro de 1912.
Nascidos entre 15 de fevereiro de 1988 e 27 de maio de 1988.
Nascidos entre 03 de dezembro de 1988 e 01 de abril de 1995.
Nascidos entre 10 de junho de 1995 e 12 de janeiro de 1996.

Saturno em Capricórnio
Nascidos entre 16 de março de 1929 e 05 de maio de 1929.
Nascidos entre 01 de dezembro de 1929 e 24 de fevereiro de 1932.
Nascidos entre 14 de agosto de 1932 e 19 de novembro de 1932.
Nascidos entre 06 de janeiro de 1959 e 03 de janeiro de 1962.
Nascidos entre 14 de fevereiro de 1988 e 10 de junho de 1988.
Nascidos entre 13 de novembro de 1988 e 06 de fevereiro de 1991.

Júpiter em Capricórnio
Nascidos entre 03 de janeiro de 1913 e 21 de janeiro de 1914.
Nascidos entre 19 de dezembro de 1924 e 06 de janeiro de 1926.
Nascidos entre 03 de dezembro de 1936 e 20 de dezembro de 1937.
Nascidos entre 16 de novembro de 1948 e 12 de abril de 1949.
Nascidos entre 28 de junho de 1949 e 30 de novembro de 1949.
Nascidos entre 02 de março de 1960 e 10 de junho de 1960.
Nascidos entre 27 de outubro de 1960 e 15 de março de 1961.
Nascidos entre 13 de agosto de 1961 e 04 de novembro de 1961.
Nascidos entre 07 de fevereiro de 1972 e 24 de julho de 1972.
Nascidos entre 26 de setembro de 1972 e 23 de fevereiro de 1973.
Nascidos entre 20 de janeiro de 1984 e 06 de fevereiro de 1985.
Nascidos entre 04 de janeiro de 1996 e 21 de janeiro de 1997.
Nascidos entre 19 de dezembro de 2007 e 05 de janeiro de 2009.

Também estão sentindo os efeitos deste trânsito com mais intensidade os nascidos com Sol (Capricornianos), Lua ou outros planetas pessoais, Ascendente, Descendente, Meio do Céu, Fundo do Céu, Chiron e outros asteróides, nódulos lunares ou vertex em Capricórnio, bem como os nascidos em signos cardinais (além de Capricórnio: Áries, Câncer e Libra), e pessoas com Plutão forte em seu mapa natal (Sol, Lua ou Ascendente em Escorpião).

Para experimentar um trânsito mais saudável, é importante que você tenha a coragem de reconhecer e encarar a sua própria sombra. A humanidade, como um todo, tem a tendência a projetar os conceitos negativos. Ninguém percebe a si mesmo como o vilão. Cada um é o "mocinho" da sua própria história... Sempre é o "outro" que é mau, feio, sujo, ignorante, pecador, etc... A sociedade sempre foi muito eficiente para encontrar e rotular seus bodes expiatórios. Com Plutão, esta tendência é enfatizada ao máximo, e é aí que se encontra o perigo.

Se você encara a si mesmo como a encarnação do bem absoluto, lutando valentemente contra o mal que se encontra lá fora, a porta está aberta e desimpedida para todo e qualquer abuso, para o fundamentalismo religioso, político, social, econômico, etc. Para este tipo de mentalidade, o mal deve ser vencido a qualquer preço, e demonstrar compaixão para com o inimigo é sinal de fraqueza.

Temos que compreender que o "mal" se encontra dentro de cada um de nós. Todos somos um amálgama de luz e sombras, e o que Plutão está pleiteando é que nós tenhamos a coragem de olhar para nosso próprio lado sombrio, que nós reconheçamos que ninguém é perfeito, que todos ainda temos muito que aprender e aperfeiçoar.

A partir do momento em que você se dispõe a olhar para dentro, toda sua abordagem em relação à vida se altera. Você começa a perceber que tanto o problema quanto a solução são internos. Se queremos consertar o mundo, se almejamos corrigir o que está errado com a sociedade, temos que começar com nossa própria paisagem interior. E se você está ocupado consertando seu próprio telhado, não sobra muito tempo para criticar o telhado do vizinho, ou para impor penalidades a todos que não possuem um telhado exatamente como o seu...

Basicamente, estas são as alternativas que Plutão nos apresenta. Podemos sair pela vida afora apontando um dedo acusador em direção aos outros, e procurando um culpado para linchar. Ou podemos reconhecer nossa participação no quadro geral, e nos esforçarmos para corrigir nossas deficiências.

O jogo de luz e sombras vem se prolongando há milênios. E a única maneira da transmutação de Plutão ocorrer é através do reconhecimento dos nosso próprios pontos cegos, da aceitação de nossas falhas e limitações. Então, a compaixão de Netuno pode se estender a nós mesmos. E quando redimimos nossos próprios erros, redimimos toda a humanidade. E nos tornamos, verdadeiramente, luz.
------------------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

2 comentários:

Laura disse...

! Oh well, duro admitir, mas por vezes teimo em querer arrumar o telhado dos outros, e andei meio negligente com o meu... Com licença, vou sair comprar algumas telhas e tintas, e volto logo.

Mara disse...

Laura, é este o espírito da coisa... Boa reforma!