11 de mai de 2009

A gente quer ter voz ativa, no nosso destino mandar...


Estamos inseridos num contexto socio-cultural, e portanto sujeitos às influências do meio que nos cerca. A maneira como os trânsitos se manifestam em nosso mapa natal está entrelaçada com os acontecimentos que nossa cidade e país enfrentam. Dentro desta paisagem, temos o livre arbítrio para decidir como empregaremos as energias que estão à nossa disposição.

Cada pessoa experimenta os trânsitos de uma maneira própria e individual, reagindo a eles de acordo com sua bagagem psicológica e espiritual. O mapa natal nos indica que áreas estão sendo afetadas pelos trânsitos, fornecendo assim um guia seguro para a expressão destas energias.

A manifestação de Plutão em trânsito pela casa 7, por exemplo, difere profundamente do mesmo trânsito pela casa 9. Enquanto a casa 7 pede que o indivíduo encare sua sombra no que se refere a seus relacionamentos pessoais, a casa 9 pede uma profunda reformulação da filosofia de vida encarando os preconceitos e limitações de suas crenças.

Compartilhar experiências e informações nos auxilia a ter mais clareza em relação ao processo que estamos atravessando, além de oferecer o conforto de sentirmos que fazemos parte de um contexto maior.

Os Sagitarianos, por exemplo, acabaram de passar pelo trânsito de Plutão pelo seu Sol. A partilha de suas experiências pode auxiliar o processo que os Capricornianos estão enfrentando agora. Os Piscianos estão atravessando o trânsito de Urano por seu Sol, e podem contribuir para esclarecer o processo que os Arianos vão enfrentar logo mais.

Nesta era de globalização, em que o acesso à informação está superando todas as fronteiras, precisamos aprender a vencer nossas barreiras interiores, estendendo nossas mãos e mentes a nossos companheiros de jornada.

A história da sua batalha pessoal pode ser o estímulo necessário para que o outro se arme de coragem. E, inversamente, contar a sua saga pode trazer a cura a seu coração ferido.

Por mais que cada um de nós tenha uma trajetória única a ser trilhada, é o compartilhamento do roteiro de viagem que nos traz o consolo de pertencermos à família humana.

Bem-vindo à Era de Aquário. Que bom que você está aqui.


Título: referência à canção Roda viva, de Chico Buarque.
------------------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

8 comentários:

Laura disse...

Olá!

Nossa, que saudades do blog... Estou de férias e sem aceso à internet, e não vejo a hora de poder voltar a ler o blog com calma e a participar com comentários, aprendendo sempre um pouquinho mais...

Abração e até a volta!

Mara disse...

Laura, saudades! Aproveite bem as férias!

Carol disse...

Olá!

Eu também estou sem internet!:(
... e sem previsão de volta!!

Então, quer dizer que Plutão está em trânsito pelo Sol dos Capricornianos?? Acho que meu Sol está na casa 7 (não tenho certeza)... devo prestar atenção nos assuntos relacionados a essa casa, certo?

Obrigada!

Mara disse...

Oi, Carol, sim, você deve prestar atenção aos assuntos relacionados à casa de seu Sol, mas ele está na casa 6 (cotidiano, trabalho, saúde)!

Carol disse...

Nossa! E eu aqui... fugindo do trabalho!! Estou nessa vibe, acredita? rsrs

Apareceram muitos trabalhos em uma área que eu não quero investir, por outro lado, na minha área de atuação...

Fiquei muito tempo indecisa quanto ao rumo profissional que deveria seguir, agora que já sei o que quero, estou tentando não me comprometer com coisas que não tenham muita relação com a área, mesmo que eu tenha que passar um certo aperto...

Mara disse...

Oi, Carol, desculpe a demora na réplica, estou tendo problemas com a internet. Você está no caminho certo, com Capricórnio, é muito importante manter a integridade, ser fiel a você mesma. Não é o caminho mais fácil, mas a longo prazo é o mais compensador.

Beatriz disse...

Meus parabéns pelo blog... poderia me mandar um e-mail falando quem disse essa frase? Meu e-mail é:goulart_beatriz@hotmail.com

Obrigada,
Beatriz

Mara disse...

Olá, Beatriz, seja bem vinda! Nos posts, há sempre uma observação no final do texto, explicando a origem do título. Neste caso, é uma frase de uma canção de Chico Buarque, compositor brasileiro.