10 de set de 2009

Eu vou pra onde a estrada levar... - Netuno em Sagitário


Eu canto a liberdade.

Canto o direito de minha alma aprender sempre mais, sem ficar restrita a dogmas, postulados, doutrinas e outras invenções humanas destinadas a aprisionar o espírito.

Canto as várias expressões da verdade, sabendo que quando alguém clama ser detentor de uma verdade única e incontestável, tornou-se presa de suas próprias ilusões.

Canto a diversidade humana, a habilidade para estabelecer vínculos baseados no respeito e independentes de raça, cor, credo, nacionalidade, gênero, orientação sexual, status social ou qualquer outro rótulo.

Canto a livre expressão, onde as iniciações não se façam mais a portas fechadas, o saber não seja restrito a determinadas castas, a informação não seja manipulada para coagir o próximo.

Canto o exercício de uma justiça sem peias, baseada num código digno e não no poder da moeda.

Eu canto a liberdade de ser humano, de mãos dadas com meus irmãos, com os pés firmemente plantados no chão e os olhos voltados para as estrelas.

Com a Presença Divina dentro de mim e em tudo ao meu redor, eu canto.
----------
Geração Netuno em Sagitário:
Nascidos entre 05 de janeiro de 1970 e 03 de maio de 1970.
Nascidos entre 07 de novembro de 1970 e 18 de janeiro de 1984.
Nascidos entre 24 de junho de 1984 e 21 de novembro de 1984.

Título: referência à canção O cantador, de Dorival Caymmi e Nelson Motta.
-----------------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

Nenhum comentário: