1 de jul de 2009

Assim é muita ingratidão... - Plutão em Capricórnio


Capricórnio está relacionado, entre outras coisas, com a velhice.

Plutão, durante os próximos anos, deve trazer à tona o lado sombrio da situação dos velhos ao redor do mundo.

Vivemos numa sociedade que valoriza cada vez mais a juventude. A velhice é encarada como um mal a ser evitado a todo custo. A própria palavra "velhice" é considerada politicamente incorreta, devendo ser substituída por eufemismos que às vezes beiram o ridículo.

Plutão em trânsito por Capricórnio vai exigir que voltemos nossa atenção para a questão do envelhecimento, e os idosos atuais carregam a semente de Plutão em Câncer (ver O amor é o meu país).

Então, o que faremos? Continuaremos a abandonar nossos velhinhos numa instituição? Continuaremos a permitir que alguém que trabalhou honestamente toda sua vida para dar segurança aos seus entes queridos sinta que é um estorvo, uma inconveniência? Continuaremos a aceitar que alguém morra lentamente porque sua aposentadoria não é suficiente para adquirir alimento ou medicamento? Continuaremos a manter nosso olhos firmemente fechados, enquanto culpamos "o Governo"? Continuaremos nesta busca endoidecida pela juventude, jogando pela janela a sabedoria que a idade avançada pode transmitir?

O tempo está passando. Como você quer ser tratado quando envelhecer?

Nota: É importante ressaltar que existe uma minoria dentro da geração Plutão em Câncer que continua trabalhando ativa e corajosamente pela mudança dos nossos paradigmas mentais. Exemplos edificantes são o do Pai Fernando e o do médium Divaldo P. Franco.

Título: referência à canção Um pouco mais de consideração, de Vinícius de Moraes e Toquinho.
-----------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

9 comentários:

Carol disse...

Oi Mara!


Eu não sei muito bem como pensar essa questão do envelhecimento, sei que quando tinha 16 anos queria muito ter 26, e hoje com 26 até que queria dar uma voltada aos 16. Não quero de maneira alguma chegar aos 36 querendo voltar a ter 26 ou 16...

Talvez, a questão seja não fugir da vida, ir vivendo cada etapa naturalmente. Deixar...
Mas é aí que entra o medo, não é?

Laura disse...

Ah, os eufemismos... 3ª idade, melhor idade... São velhinhos, velhos, idosos e pronto! E muitos de nós também o serão daqui a um tempo...

Mara disse...

Carol, temos um medo enorme de viver... E é aí que entram nossos mecanismos de defesa: viver no passado ou no futuro é uma maneira de evitar o presente. A solução seria tentar viver intensamente o agora... algumas técnicas de meditação podem ajudar a superar o medo.

Mara disse...

Laura, esta questão toda do politicamente correto é irritante. As pessoas ficam "maquiando" as palavras, ao invés de enfrentar o que realmente deve ser mudado. Faz parte do direito de envelhecer com dignidade não ficar sendo rotulado com algum "nome fantasia".

Marli disse...

Nao querendo parecer piegas, mas envelhecer é sem dúvida uma questao de cabeca. Muita gente "jovem", que tem a necessidade de ter uma carteirinha de sócio no cirurgiao plástico, já "envelheceu", muito antes da hora, simplesmente porque esta é a unica coisa que lhes ocupa a cabeca...Envelhecer nao existe, até porque os neuronios se recuperam, quando vc dá chance... Basta ter qualidade de vida... mesmo com a aposentadoria... O citado Divaldo Franco, que tem 81 anos e parece 50 diz que o segredo é "alegria de viver"... Seguir este conselho já quer dizer eterna juventude...

Mara disse...

Exato, Marli. Este é o grande diferencial entre aqueles que "entregam os pontos" e os que continuam ativos e participantes, contribuindo para as mudanças que tanto necessitamos.

Laura disse...

Realmente, o "politicamente correto" é algo meio cínico até... inclusive na questão racial: negro é negro e pronto, branco é branco e pronto... essa história de afro brasileiro, afro descendente e sei lá mais o que...
MEsmo pq, a gente é é BRASILEIRO, e não negro ou branco... A "pureza" não existe, e muito menos é bela!

E também concordo, envelhecer muitas vezes é uma questão mental... Pois mesmo com o corpo cansado pela idade, podemos manter nossa mente sempre ativa e jovial!

Rachel disse...

OI
Eufemismos: "melhor idade", mas talvez estivesse tão ruim a questão dos idosos que foi necessario apelar para resgatar-lhe a auto-estima.E os adolescents, coitados, eufemismo:"aborrecentes". As bruxas más nos contos são geralmente uma velha mal resolvida, talvez, o negativo do idoso. Mas tem os velhinhos lindinhos, como a referência no filmes que integram a relação jovem e adulto como positiva, no caso O "Fabuloso Destino de Amélie Poulain", nas conversas da personagem com o vizinho pintor e 'Concha de Retalho". O que a juventude precisa aprender é que se relacionar com o idoso não é apenas caridade, e sim, que pode trazer poesia e enriquecimento interior!

Mara disse...

Rachel, muito bem colocado! Temos muito a aprender com as diferentes gerações...