27 de jul de 2009

E minha barriga livre, pra gerar seu filho... - casa 5


Todo ser humano possui dentro de si o impulso para criar.

Alguns manifestam este impulso de maneira artística, criando canções, pinturas, esculturas, etc. Outros, criam novas tecnologias, metodologias, estratégias. Alguns criam filhos. Outros, criam pequenas coisas no cotidiano, como uma nova receita de bolo.

Algumas criações se tornam famosas, atraindo a atenção mundial. Outras, passam despercebidas no tumulto da vida moderna.

A criatividade pode ser utilizada para alterar profundamente o rumo da humanidade, ou simplesmente para alegrar o seu dia. Independente do alcance de suas criações, o que realmente importa é o ato de criar, em si. Se você parar para observar, perceberá que nenhuma recompensa ou reconhecimento que venha a receber devido ao que criou se iguala à satisfação sentida ao expressar este impulso.

Quando este caminho é bloqueado, caímos em depressão e nos sentimos sem valor. Quando reconhecemos e honramos nossa criatividade, aprendemos a respeitar a nós mesmos.

Na sociedade materialista em que vivemos, a criatividade tende a ser medida e valorizada na razão direta em que gera lucro, fama ou poder. Assim, a maioria das pessoas, se perguntada, dirá que não é criativa.

Estamos nos habituando a projetar nosso potencial criativo nos famosos do momento. A arte, como um todo, vive um momento de mesmice, em que se reciclam velhos conceitos. A tecnologia depende da aprovação de grandes grupos para poder ser implantada. A criação de filhos é desprezada como uma atividade "primária" e típica de países de terceiro mundo (seja lá o que for que isso signifique). E o ser humano sente-se cada vez mais impotente.

Nossa potência reside na nossa capacidade de criar. Temos que reconhecer esta capacidade dentro de nós mesmos.

Somos produto da Criação. Cada um de nós é uma pequena obra de arte, destinada a criar beleza e harmonia. É hora de reivindicarmos nossa herança.
----------
A casa 5 trata da criatividade em todas as suas manifestações, e por extensão, o que nos dá prazer, seja um romance ou um hobby.

Título: referência à canção Mãos de afeto, de Ivan Lins e Vitor Martins.
------------
Partilhe suas experiências: Como você manifesta sua criatividade? Qual a situação de sua casa 5?
-----------------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

Nenhum comentário: