1 de jun de 2009

Sou o certo, sou o errado, sou o que divide... - As casas no mapa


O mapa natal descreve a sua personalidade, delineando todas as suas tendências.

Os planetas representam energias em ação. Estas energias são neutras, e a maneira como você opta por expressá-las pode ser positiva ou negativa.

Os signos são os filtros através dos quais você percebe e atua. Por exemplo: Leão atua de maneira dramática, Virgem de modo discreto.

As casas indicam os vários campos de ação onde estas energias podem se manifestar. Por exemplo: no trabalho, na comunicação, na sexualidade.

Para compreender a divisão do mapa em casas, a melhor imagem é a de uma pizza dividida em 12 pedaços. Cada uma destas "fatias" representa uma área de atuação, e tem um sabor diferente, dependendo do signo e dos planetas ali situados. Você pode ter algumas fatias bem simples, só com o molho e queijo, e outras bem complexas, com vários elementos disputando a supremacia no sabor. É óbvio que estas fatias mais "coloridas" são mais chamativas, pela concentração de fatores. Nós tendemos a dar mais atenção às casas mais densamente ocupadas, mas na verdade todas elas têm importância e são parte inseparável do todo.

O início de cada casa é chamado de cúspide. O Ascendente (ver Vou abrir a porta, pra você entrar... - o Ascendente) é a cúspide da primeira casa, agindo como a porta de entrada para o mapa.

Existem vários métodos diferentes para a divisão das casas no mapa, e cada astrólogo opta por aquele com que tem mais afinidade. Isto não significa que os outros métodos estão incorretos, é apenas uma questão de preferência.


Título: referência à canção Mal necessário, de Mauro Kwitko.
----------------------
Você quer fazer seu mapa astral? Preencha e envie o formulário "Fale com Mara", no alto da coluna à direita, solicitando maiores informações.

Nenhum comentário: